a>
  

Ato Público em Defesa de Ceará-Mirim mobilizou a população em protesto contra o governo Peixoto


Crédito da foto: Blog Ceará-Mirim Livre, do nosso amigo João André (www.joaoandreneto.blogspot.com)

O protesto realizado na noite da última quarta-feira dia 26/01 foi o maior já realizado nos últimos anos em Ceará-Mirim.

Centenas de pessoas ocuparam a Praça do Mercado para participar desse Ato Púbico. Na atividade foram mostrados os repasses do Governo Federal e Estadual, além de parte da arrecadação própria do município. O repasses aumentaram a cada ano e isso mostra que dinheiro não é o problema dá péssima gestão de Peixoto, e sim incompetência e falta de compromisso com o povo.

Com relação a arrecadação do IPTU em Ceará-Mirm, ela está sob suspeita devido a uma suposta queda de 836% (em média) nos anos de 2009 e 2010 com relação a 2008. Para se ter uma idéia, foram R$ 2.748.056,34 em 2008 (governo Melo) e apenas R$ 278.765,07 em 2009 e R$ 396.803.30 em 2010 já no governo Peixoto.

Como não existe transparência com o dinheiro público em Ceará-Mirim, não se tem uma explicação oficial sobre esse fato, mas a sociedade exigirá essa resposta de qualquer forma.

O Fórum Municipal em Defesa de Ceará-Mirim realizará outras atividades públicas de mobilização da sociedade para protestar e lutar por uma cidade melhor e mais justa.

A luta continua!



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 04h44
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Convidamos a população de Ceará-Mirim a participar do Ato Público em Defesa de Ceará-Mirim logo mais às 19 horas em frente ao SAAE. Vamos lutar por Ceará-Mirim!



 

Nota do Fórum Municipal em Defesa de Ceará-Mirim/RN


O POVO NAS RUAS PELO “FORA PEIXOTO”!


Passados dois anos de administração do Governo Peixoto, sua rejeição continua. A insatisfação no município é quase geral. Isso foi visto no último protesto organizado pelo Fórum em Defesa de Ceará-Mirim, onde cerca de 1.000 pessoas foram às ruas e gritaram muitas vezes “Fora Peixoto”.

Dois meses depois do ato público, a situação não melhorou em nada. Se as mudanças que o prefeito Antônio Peixoto fez ao trocar meia dúzia de secretários tinham o objetivo de melhorar a administração e resolver os problemas, isso ainda não aconteceu.

Como se vê, o problema não é de assessoria. O lixo continua nas ruas, os esgotos e as vias públicas esburacadas ainda são os cenários da cidade. A reclamação pela falta de saúde é uma constante na vida da população que procura atendimento. Os funcionários municipais não têm melhorias nos salários e ainda recebem com atraso. Muitas vezes sem previsão de data, como é o caso dos contratados. É bom lembrar que em relação ao salário deste ano também não se pode esperar melhoras.

O prefeito já informou ao Sindicato da Educação que o dinheiro continua pouco e comenta que a diminuição da receita não dá previsões de boas notícias. Os trabalhadores da educação não têm motivos para estarem satisfeitos com esta administração. Além de não ter atendido nenhuma das reivindicações da categoria, como foi o caso dos salários, o prefeito ainda se calou diante da imposição da Secretária de Educação e do Promotor sobre a reposição de aulas dos professores até janeiro.

Dessa forma, podemos dizer que o Governo de Peixoto é o governo do salário zero, da educação abandonada, da saúde destruída, do lixo na calçada. Agora, além de se aproveitar da crise dos municípios, ele já fala na difícil situação do Estado, anunciada pela atual governadora Rosalba. Todos eles querem que o povo e os trabalhadores paguem pela crise que eles mesmos criaram. Se compararmos os governos de Peixoto e Micarla, veremos como são iguais.

Nossa cultura ainda não morreu por causa da perseverança dos nossos artistas, mas muitos estão sofrendo calote da prefeitura há um ano.

Por isso, queremos chamar você, trabalhador (a), para mais um protesto contra o caos que Peixoto transformou Ceará-Mirim. O ato público será na próxima quarta-feira, dia 26, às 19 horas, no SAAE, de lá sairemos em caminhada. Durante a manifestação, apresentaremos em telão, a real situação financeira do município que comprova a falta de gestão comprometida com o povo e não a falta de dinheiro alardeada pelo prefeito.

FÓRUM MUNICIPAL EM DEFESA DE CEARÁ-MIRIM



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 03h07
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Chuvas intensas em Ceará-Mirim


Um buraco deixou o início da rua lateral da Guarda municipal intransitável.

 

Trecho da Av. Luiz Lopes Varela sempre alagado com as chuvas


Uma árvore caiu sobre dois veículos no bairro Santa Águeda


Obra da creche em local de escoamento das chuvas prejudica moradores no Conjunto COHAB. (em breve uma postagem sobre o assunto)



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 02h14
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Ligação telefônica de Ceará-Mirim para Natal terá custo de ligação local

Um desejo antigo de usuários de telefonia fixa da Ceará-Mirim em breve será antendido. A Anatel através de resolução, definiu que a tarifa telefônica de 39 regiões metropolitanas do Brasil terão tarifas unificadas e locais.

A medida inclui as 10 cidades da Região Metropolitana de Natal, com isso os usuários de Ceará-Mirim poderão ligar para Natal e demais cidades da região como Parnamirim, Macaíba, Extremoz e etc, a custo de uma ligação local que atualmente é de 07 centavos o minuto + impostos.



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 18h17
[] [envie esta mensagem] []


 
  

SAAEs enfrentam dificuldades

A reportagem do jornal TRIBUNA DO NORTE visitou três municípios que possuem Serviço Autônimo de Água e Esgoto, Extremoz, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim, em dezembro de 2009 e agora, e constatou que depois de um ano os problemas continuam os mesmos:  muitas comunidades recebem água não tratada e têm abastecimento irregular, e as SAAEs têm tantas dívidas   com contas de energia e obrigações trabalhistas que ficam impedidas de investir em melhorias do sistema. Não houve um milímetro sequer de avanço na rede de esgotamento sanitário, e o corpo técnico – responsável pela elaboração dos projetos, ainda está reduzido.

O raciocínio é o mesmo da Caern, só que numa escala menor. “Há um problema de gerência tanto nas SAAEs como na Caern, mas o saneamento básico continua sendo algo viável para os dois sistemas”, avaliou o engenheiro sanitarista e professor da UFRN, Manoel Lucas.

Problemas

Depois da visita da TRIBUNA DO NORTE, em dezembro de 2009, a dona de casa Dionísia Cândida de Lima, moradora da antiga Rua da Palha, em Ceará-Mirim, passou quatro meses sem ver uma gota cair da torneira. A situação normalizou no fim do ano passado e agora “corre água franca e de boa qualidade”, que ela atribui à ameaça que fez em recorrer à Justiça. Em 2009, ela mandava buscar água doce em uma comunidade próxima. Hoje, usa água mineral para beber e cozinhar e até vende algumas garrafas. Já a vizinha Ivonete Ferreira Guedes, que acumulava em 2009 quatro contas não pagas de água, hoje se gaba de ter dez débitos guardados. “E eu vou pagar água salgada?”, pergunta, cheia de razão.

A alta salinidade da água é um problema recorrente em vários desses municípios por duas razões: a água vem do lençol freático puxada por bombas em poços, e a composição química  só é analisada depois de feita a perfuração e gasto o dinheiro – e aí não dá pra voltar atrás; a outra razão é que o líquido muitas vezes é drenado direto para as casas e não passa por análise e correção em reservatórios, o que é contra as normas sanitaristas.


Um outro problema comum é a falta de água em horários pré-estabelecidos pelas SAAEs, que fazem sistema de alternância entre os poços para economizar energia. Quem tem caixa de água, nem sente a diferença; quem tem família grande e caixa de água pequena passa o dia de olho no nível do tanque; quem não tem caixa, armazena em potes, bacias, baldes  e o que mais tiver à mão e passa o dia transportando água de um lugar para o outro. No tanque de Janysclaine Lima, de 18 anos e grávida de cinco meses, havia lodo, galhos e até um martelo enferrujado. Ela mora na comunidade do Iraque, em Extremoz. O tanque fica do lado de fora da casa e não possui tampa. Do lado de dentro, há a tina do banheiro, o balde de lavar louça e o pote de encher as garrafas de água, todos descobertos. Perguntada sobre o risco de criar mosquitos da dengue em casa, Janysclaine disse que iria “criar uns peixes” no tanque de fora. Oito pessoas moram na casa. “A gente espera até meia-noite para tomar banho. Quer dizer, eu não espero não, fico sem tomar banho”. Em 2009,  Josicleide da Silva dos Santos, moradora da mesma comunidade de Extremoz, também esperava o fim do dia para lavar a louça do café, do almoço e do jantar.

Mesmo com a quebra da sazonalidade – a tal alternância do funcionamento dos poços – em Ceará-Mirim entre dezembro e fevereiro, é comum os veranistas das praias Muriú, Jacumã e Porto-Mirim se surpreenderem com a falta de água em horários de pico, como o fim da manhã e fim da tarde. É que, apesar do fluxo contínuo, a pressão diminui e a água não sobe para as caixas das casas.

# Fonte: Tribuna do Norte



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 18h05
[] [envie esta mensagem] []


 
  


Fala Ceará-Mirim completa 01 ano de atividade

Em 23 de janeiro de 2010, o blog Fala Ceará-Mirim entrou em atividade sem grandes pretensões. Buscamos discutir temas relevantes para Ceará-Mirim e um ano depois,  avaliamos que essa iniciativa de fazer um blog independente foi muito positiva.



Alguns dados do blog Fala Ceará-Mirim:

Recebemos visitas oriundas de 23 países - 5 continentes. (Fonte: Google Analytcs)

E ainda, de 122 cidades de todo o Brasil. (Fonte: Google Analytcs)

A participação do leitor é muito importante: 394 comentários publicados


Agradecemos a todos que acompanham e participam do nosso blog. Muito obrigado Ceará-Mirim.

#    Equipe Fala Ceará-Mirim



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 22h28
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Ministra visita o P.A. Rosário  - Agrovila Canudos


Nesta segunda-feira, 24 de janeiro de 2011, a ministra de Aquicultura e Pesca Ideli Salvatti cumpre agenda no RN. Na oportunidade visitará a Agrovila Canudos. Conhecerá o polo de Tilapia e em seguida, assistirá exposição, sobre o plano de expansão do polo de Tilapia. A Ministra chegará a Canudos por volta das 14h30min. Convidamos a população em geral, em especial pescadores e agricultores a ouvir a proposta de expansão do Polo de Tilapia, assim como, o compromisso da Ministra para a Região. 



Nota do FOMAG

FOMAG – Fórum de Políticas Públicas para a Região do Mato Grande

A Câmara Temática de Educação e Meio Ambiente, reuniu-se nesta sexta-feira, 21 de janeiro de 2011, no CEC (Centro Esportivo e Cultural de Ceará – Mirim) e deliberou que apresentará ao colegiado no próximo dia 11 de fevereiro solicitação da presença dos Secretários municipais de Educação do território do Mato Grande, assim como, dos diretores das DIREDs, reunião do dia 11 de março do ano em curso. Na pauta será apresentado um conjunto de reivindicações para a melhoria da qualidade do ensino. Esta ação foi sugerida no Seminário Estadual de Educação do Campo realizado em dezembro de 2010, em Extremoz.


# Enviado por Reginaldo Felipe



Escrito por Equipe Fala Ceará-Mirim às 21h21
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

NOSSO E-MAIL
falacm@bol.com.br

Acesse o site de Etevaldo Junior

HISTÓRICO



>>> LINKS ATUALIZADOS

 Etevaldo Junior
[Sociólogo e Cientista Político]

 Movimento Ceará-Mirim Minha Cidade Eu Governo
 Goto Seco
 Twitter CEARÁ-MIRIM/RN
 SINTE - Ceará-Mirim
 Iran Costa
 João André
 Tá errado a gente mostra
 Educação é a solução
 Navegantes
 Fernando Siqueira
 Ceicinha Câmara
 Anderson Severo
 Blog de Ceará-Mirim
 Retratos e Canções
 Ministério Público - Ceará-Mirim


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!


Loading






XML/RSS Feed
rss
CATEGORIAS
Todas as mensagens
 ARQUIVO FALACM 2 anos